Facebook

Partições do Boga

Parcerias

Colmeia: O melhor dos blogs
Ocorreu um erro neste gadget

Visitantes

br.web-counter.net
Ocorreu um erro neste gadget

Segue a gente aeew

Tecnologia do Blogger.
segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

          Após dias de greve inconstitucional dos Policiais e Bombeiros Militares em Fortaleza, um grupo de grevistas fecharam vários terminais de ônibus em Fortaleza; Logo após, uma onda de assaltos ocorreram fora dos terminais, deixando a população, atônita e desnorteada, presa pelo medo dentro dos terminais. 
          Decorrido algum tempo do fechamento do Terminal da Lagoa, que teve suas saídas bloqueadas por ônibus com pneus furados, chegou o Exército Brasileiro de forma tática e pacífica desembarcando dois caminhões com soldados e uma ambulância militar. A ação do exército, a princípio, foi o desembarque dos homens, a análise da área, posicionando-se no vão maior. Logo após houve a liberação dos caminhões e da ambulância com a permanência de poucos soldados alí, apenas para garantir a ordem. 
          Aos poucos foram chegando ônibus com o intuito de liberar os que se encontravam nos terminais, alguns chegaram a não entrar com receio de ficarem presos e terem os pneus furados. A tensão dentro dos ônibus era muito grande.



















 E agora Excelentíssimo Ditador, digo, Governador? Já passou pela sua cabeça uma renúncia? Lembrando ao senhor que tudo tem limite, até a paciência desse povo abestado que vos fala. Dentro do ônibus houveram algumas discussões e uma mulher que nem parecia muito instruida parecia estar revoltada e argumentando muito bem contra o senhor. 
          É, parece que o povo está ficando menos "abestado", mas como diria outro senhor dentro do ônibus, "o povo é muito mole", acho que isso descreve bem o que pensamos realmente; talvez por isso, a situação esteja assim. Daqui a pouco o senhor manda passar uma reportagem na Verdes Mares sobre o caos causado nos terminais pelos policiais né? 
          Claro, eles não têm razão; Mas o senhor tem né? Ah é! O senhor trabalha por amor.


E agora o Cid cai?



#CaosEmFortaleza





Redação e Fotos: Júlio César
Edição(muita): Tarciso Sindeaux